Eventos

[Eventos][bleft]

Notícias

[Notícias][bsummary]

Emprego

[Emprego][twocolumns]
SUA MARCA AQUI

Tecnologia

[Tecnologia][bsummary]

Projeto leva saúde por meio da Zumba (Velha Marabá)


Saúde por meio da dança, tem sido assim para 150 mulheres que participam do Projeto “Despertar na Praça”. A inciativa do professor Ronaldo Boliwar atende mulheres de faixas etárias variadas mas com um desejo em comum, melhorar a qualidade de vida por meio da dança, mais especificamente da Zumba.

A aula de zumba é um exercício de alta queima calórica, muito indicada para queimar gordura e barriga rápido. Em uma única aula completa – que tem duração entre 45 minutos a uma hora – pode-se perder de 600 a 1000 calorias, de acordo com a intensidade dos movimentos da mistura da dança, uma boa forma de adquirir ganho de massa: emagreça dançando. Se você está pensando em fazer zumba, saiba que emagrece mesmo, seu corpo terá vários benefícios, principalmente no bumbum, pernas, posterior de coxa, além de outros benefícios.

 Os músculos mais trabalhados são as pernas e o bumbum (glúteo, quadríceps, coxas e os músculos da panturrilha), além disso combinam exercícios aeróbicos aplicados ao abdômen, lombar e os membros superiores para queimar aquelas gorduras acumuladas, aumentando o gasto calórico por meio da dança Zumba Fitness, numa aula se divertindo. Se houver empenho na aula você consegue resultados visíveis e o corpo durinho dentro de três meses ou menos, tudo isso com 1 hora de aula completa de Zumba se perde peso rápido e queima calorias, os melhores exercícios para a sua saúde. (queroviverbem.com.br)


O Projeto “Despertar na Praça” é gratuito, as aulas acontecem de 6h às 7h (Manhã), nos dias de terça e quinta-feira. Recentemente a Secretaria Municipal de Cultura optou por apoiar o projeto doando microfone e caixa de som. Para o professor e responsável pelo projeto que já existe há três anos, o objetivo é expandir para os outros núcleos da cidade, para tanto o apoio precisa ser maior, ele inclusive cita a necessidade de mais parceiros. “Com a dança podemos garantir mais saúde e disposição para essas mulheres, com mais apoio do poder público e do empresariado local poderíamos incluir um número maior de mulheres, cuidando do corpo e da saúde, são pacientes a menos em busca de hospitais”, finalizou Boliwar. 






Nenhum comentário:

Comentários considerados de baixo calão ou ofensivo serão excluídos. Este é um espaço para debates saudáveis, pautados na argumentação.